Sábado, 07 de Dezembro de 2019
Coluna Falando de Economia - Douglas Pivatto

Problema é a miséria

Publicada em 18/10/19 às 17:12h - 64 visualizações

por Douglas Pivatto


Compartilhe
   

Link da Notícia:

          Tema recorrente em debates no Brasil e no mundo, a desigualdade econômica é um assunto que costuma deixar qualquer governante sério com a pulga atrás da orelha. Focando especialmente no cenário brasileiro, é “chover no molhado” dizer que o Brasil é um país desigual, que as oportunidades são desiguais. 

          Mas aí, fica o questionamento: a desigualdade é ruim? Num primeiro momento, a resposta de quem está lendo este texto talvez seja: sim. Como economista, arrisco-me dizendo: depende. Mas como assim? Se há desigualdade, dá a entender que existem pessoas remediadas, pessoas pobres, pessoas ricas. Tudo isso é verdade, pois se tem a impressão que no Brasil não é fácil prosperar. E infelizmente não o é. 

          Ao longo dos anos, tem-se lutado para reduzir a desigualdade econômica, mas lamento informar, não é por aí que se resolve o problema. A grande questão é que não se ataca na desigualdade sozinha. A desigualdade em si pode não ser de todo ruim. Por quê? Porque o ser humano possui aptidões diferentes, necessidades diferentes, talentos diferentes, logo, pode cobrar preços diferentes pelo seu trabalho, de acordo com o que o seu mercado demanda. Nada pessoal, são apenas negócios. Problema é a miséria.

          E seguindo, não é apenas tirando do rico para dar ao pobre que vai resolver o problema. Pode até aliviar a dor no primeiro momento, mas é um paliativo. Deve-se deixar as pessoas buscarem a prosperidade econômica. Quanto menos coisas atrapalharem, melhor. Vamos a um exemplo: imaginemos dois cidadãos, chamados João e Pedro. Inicialmente, ambos ganham 500 reais por mês (sim, menos que um salário mínimo). Numa segunda situação, João passa a ganhar 1000 reais e Pedro, 2000, tudo o mais constante (ou seja, num cenário equilibrado). Na terceira, João passa a ganhar 2000 reais e Pedro 5000, também tudo o mais constante. Qual dessas situações é a melhor? Eu prefiro vê-los na terceira, pois a qualidade de vida de ambos melhora. Eles podem adquirir mais bens, podem fazer mais caridade, poupar mais, investir mais. Mas não é mais desigual? Sim, é. Porém, mesmo sendo mais desigual, ambos estavam melhor do que estavam inicialmente.

          Com um exemplo assim, percebe-se que o problema não é a desigualdade em si, mas a miséria. Países como os Estados Unidos e o Japão são bastante desiguais, mas são mais ricos que o Brasil. Com certeza uma pessoa que tenha seja humilde em um desses dois países deve possuir um padrão de vida mais elevado do que uma pessoa humilde no Brasil. Países como Cuba, Coreia do Norte e Venezuela são muito pouco desiguais, mas possuem um problema: a população vive na miséria. 

          O que se procura deixar claro é que mais importante que a luta pela desigualdade é a luta pela liberdade. É mais importante deixar as pessoas trabalharem, produzirem, empreenderem, mesmo que de forma desigual, para que no final das contas a sociedade, a comunidade, a nação possa viver melhor. A igualdade é importante, mas a liberdade é fundamental. Inspirado em Milton Friedman, digo que se a liberdade vem primeiro, é possível ter menores níveis de desigualdade e ser socialmente justo (casos de Austrália, Suécia ou Noruega). Porém, se se procura colocar a igualdade antes da liberdade, o que acontece é não tendo nem uma nem outra, ocasionando o grande problema, que é a escravidão, a miséria. Lembre-se disso, que o problema não é a desigualdade em si, problema é a miséria.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentários


Fabricio

19/10/2019 - 01:17:49

Cara, que texto sensacional. É realmente uma grande verdade.Parabéns pelo trabalho!


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (53)9 8133-8474

Visitas: 60173
Usuários Online: 36
Copyright (c) 2019 - Rádio Horizonte - Rio Grande e São José do Norte - Rádio Horizonte 2019 - Todos os direitos reservados